miércoles, 24 de diciembre de 2014

Nossa Senhora do Escorial fala sobre o Misterio do Natal de Jesus Cristo

Nossa Senhora de El Escorial
Espanha, 1981-2002


Aparições de Jesus Cristo e Nossa Senhora
actualmente em estudo a cargo do Arcebispo de Madrid, Carlos Osoro.
Com o Culto Eucarístico autorizado, no lugar das Aparições.[1]





Nossa Senhora fala sobre o Mistério do Nascimento de Jesus Cristo

Mensagem de 23 de Dezembro de 1984

Nossa Senhora:
Minha filha, nestes dias tão importantes para Mim, não podia faltar a Minha bênção.
Quando o Verbo humanado nasceu do Meu seio, ofereci-O ao Eterno, e o Eterno respondeu-Me, Minha filha: "Maria, cuida do Teu Filho, amamenta-O, alimenta-O, e cuida d'Ele, porque depois virei buscá-l'O." Meus filhos, Eu sabia que…
Palavras em idioma desconhecido. Luz Amparo começa a chorar.

Luz Amparo:
Ai, que pequenino! Ai, que pequeno! Ai, que pequenino! Ai que pequenino!.... Ai que beleza!... Ai que beleza!... Ai, que pequenino!... Quem são todos esses?

Nossa Senhora:
São exércitos celestes, Minha filha.

Luz Amparo:
Quantos! E nem um só momento Te deixam só? Ai que grandeza! Que beleza há aí! Será possível que esse Menino tão belo tenha de morrer?...

Nossa Senhora:
Sim, Minha filha, Ele foi gerado no Meu seio como Verbo humanado, para morrer, a fim de redimir a Humanidade.
Meus filhos, Deus Pai quis que cuidasse d'Ele, para que viesse a morrer na Cruz, a fim de vos redimir do pecado e levar-vos a gozar a vida eterna. Assim foi Cristo. Assim foi, Minha filha. Tu sabes com que esmero cuidei d'Ele e, depois, como O entreguei à morte, e morte de cruz, porque sabia que com a Sua morte ia redimir todo aquele que se quisesse salvar.
Minha filha, quando Eu falava com Ele dentro do Meu seio, como já te manifestei noutras ocasiões, Ele punha-Se de pé, com as mãos juntas a orar, a orar para que não caísseis em tentação, Meus filhos. Desde que foi gerado dentro de Mim, já queria salvar a Humanidade. Mas a Humanidade é cruel, Minha filha. Cuidei d'Ele, amamentei-O como uma boa mãe que amava o seu filho, mas com que crueldade corresponde o ser humano! Como corresponde ao Meu Coração! Ao Meu Coração de Mãe, Minha filha, porque fui Mãe de Deus e o Meu Filho deixou-Me, depois, como Mãe da Humanidade. Por isso vos peço, Meus filhos, quero que vos salveis.
Disse-vos que as Minhas mensagens estavam a terminar, Meus filhos. Mas qual será a mãe que ao ver o seu filho a precipitar-se no abismo, não continua a avisá-lo? Quantas vezes não dissestes vós aos vossos filhos: "Não volto a avisar-vos; na próxima castigo-vos" e não os castigastes? Avisaste-los uma, outra e outra vez. É isso o que vos faz a vossa Mãe do Céu: dá-vos avisos, para que vos salveis, Meus filhos.
Observai os Dez Mandamentos. Todo aquele que cumprir os Dez Mandamentos salvar-se-á.
Minha filha, olha como o Meu Filho saiu do Meu seio. Como um raio do sol entrou dentro de Mim, e como um raio do sol saiu de dentro de Mim. Não manchei, Minha filha, não manchei com nada que fosse impuro. Manifestei-to. Os Meus Anjos, os Meus três Arcanjos, São Miguel, São Gabriel e São Rafael, acolheram a Cristo logo que nasceu. Foram eles que O depositaram nos Meus braços. José estava tão extasiado, que Eu tive de lhe dizer: "José, olha que o teu Filho já está aqui". E José louvou o seu Filho, o seu  Filho adoptivo, Meus filhos.
Meus filhos, que ternos colóquios tivemos com Ele. Ele respondia-nos; tão pequenino, mas já possuía a sabedoria…
Minha filha, envolvi-O com esta pobre roupa, porque não tinha panos.

Luz Amparo:
Ai, coitadinho..., coitadinho! Coitadinho!  Não O deites aí, porque vai passar muito frio! Não O deites. Pobrezinho! Isso tinha que ser assim? Nem uma cama, nem um berço, ai coitadinho!... Ai, que riqueza! Ai, quantos Anjos!... Ui, meu Deus, até fora há Anjos! Quantos Anjos há! Mas há tantos aqui em baixo? E esses que lhes sai a luz daí! Ui, do peito. Também são Anjos? E esses outros? Ah, Anjos corporais, e Anjos que não são corporais, mas são iguais! A sorte que tens! Já não faz falta mais ninguém aí, pois está tudo cheio de Anjos, que maravilha!
Mas não se pode deitar num bercinho? Pobrezinho! Aí vai ter frio. Tapa-O um pouquinho.
Ai, que cara! Como Se ri! Coitadinho! Ai, que Menino tão bonito! Posso tocar-Lhe outra vez?
Luz Amparo inclina-se para a frente como que para tocar em algo que está no chão.
Ai, que lindo que és! Eu não poderei ficar sempre aqui a cuidar d'Ele? Ai, não me leves para o outro sítio, deixa-me aqui com Ele, sempre! Eu não quero ir para o outro sítio!... Deixa-me aqui mais um bocadinho com Ele! Eu não quero ir embora daqui! Não quero ir-me embora daqui! Porque é que tenho de ir para o outro sítio, se se está aqui tão bem?

Nossa Senhora:
Tu és o instrumento, Minha filha, e a tua missão ainda não terminou.

Luz Amparo:
Mas também já chega de ser tão longa esta missão!... Eu quero ficar aqui! Eu quero ficar aqui! Fazei de mim o que quiserdes aqui, mas eu não quero ir para o outro lado, pois sinto-me aqui tão bem! Mesmo que seja orgulhosa, mas eu quero ficar aqui. Ai, que alegria estar aqui! Eu não quero ir para o outro sítio, chega-se aí e vê-se logo a gente a rir-se. Vou ser melhor aqui, prometo-Te que vou ser melhor.

Nossa Senhora:
Tens de te purificar entre eles, Minha filha, porque és filha de Adão, e de Adão herdaste.

Luz Amparo:
Ah, pois, que graça!... Bem, mas com a Tua ajuda vou conseguir, não é? Tens de me ajudar, porque às vezes deixas-me só, só de todo! Há ocasiões que nem Te vejo, nem Te posso tocar, nem Te oiço. Não me abandones assim dessa forma.
Ah, como és grande! Que feliz és assim com o Teu José, com o Teu Jesus e com os Teus Anjos! E eu, afinal de contas, como é? Que felicidade tens, minha Mãe!

Nossa Senhora:
Primeiro a felicidade, Minha filha, e depois a dor.

Luz Amparo:
E eu sempre a dor, sempre, sempre a dor! Ah, se me deixasses aqui! Prometo-Te que faria tudo o que me dissesses. Tudo, tudo o que fosse preciso eu faria, minha Mãe, tudo!

Nossa Senhora:
Não sejas soberba, Minha filha.

Luz Amparo:
Ai, ai! Eu quero que me ajudes. Que missão tão dura! Encarregaste-me cá de uma destas missões!...

Nossa Senhora:
Depressa ficarás polida, Minha filha.

Luz Amparo:
Depressa! E há quanto tempo estás a dizer que depressa ficarei polida? Vê bem o que não tinha eu para polir, eh?
Ajuda-me. Mas no outro lado também, não é só aqui. E eu prometo-Te, prometo-Te que ajudarei muitas almas para que possam alcançar esta maravilha, por que o outro [lugar] é igual a este? É melhor ainda? Claro! Ai, minha Mãe! Coitadinho de S. José! Como está velho! Por que está com a cabeça no chão? O que faz? A adorar a Jesus? Então, também eu O quero adorar.
Inclina-se lentamente e põe a cabeça no chão.

Nossa Senhora:
Meus filhos, podeis cantar: "Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade".

Luz Amparo:
Ai, que Menino!

Nossa Senhora:
Vou abençoar todos os objectos, Meus filhos. A vossa Mãe vai dar-vos uma graça especial. Levantai todos os objectos… Todos foram abençoados, Minha filha.
Vou dar-vos a Minha santa bênção; mas antes vou pedir-vos que ameis muito a Cristo. Amai-O com toda a vossa alma, com todo o vosso coração e com todas as vossas forças. Amai o Meu Filho, pois esse amor não ficará sem recompensa.
Eu vos abençoo, Meus filhos, como o Pai vos abençoa por meio do Filho e com o Espírito Santo.
Adeus, Meus filhos, adeus!










[1] Para uma informação mais detalhada da posição actual a Igreja respeito das Aparições de Jesus e Nossa Senhora em El Escorial, a Luz Amparo Cuevas, ver a seguinte publicação neste mesmo blog:









sábado, 20 de diciembre de 2014

Nossa Senhora do Escorial fala sobre Papa

Nossa Senhora de El Escorial
Espanha, 1981-2002


Aparições de Jesus Cristo e Nossa Senhora
actualmente em estudo a cargo do Arcebispo de Madrid, Carlos Osoro.
Com o Culto Eucarístico autorizado, no lugar das Aparições.[1]





Jesus e Nossa Senhora falam sobre o Papa


Nossa Senhora, 12 de Agosto de 1982
«Pobre Vigário, quanto vai ter de sofrer por causa de alguns que o rodeiam! Como são ingratos! São fariseus hipócritas, destruidores da doutrina do Meu Filho. Não sabem o que os espera. O castigo será horrível.»

Nossa Senhora, 2 de Agosto de 1986
«Pedi pela conversão da Rússia. Pedi também pelo Meu amado filho, o Vigário de Cristo, que o Meu Coração tanto ama! Mas é desprezado por muitos que ocupam altas posições na Igreja... O seu coração sofre muito ao ver como estão os pastores. Como é grande número de pastores de almas que caiu em letargia e abandonou a vida de oração! Sacrifica-te muito por eles; e vós também, Meus filhos.
Beija o chão pelas Minhas almas consagradas, para que sejam pastores leais e fiéis e preguem o Evangelho, pois é urgente pregá-lo por todo o mundo, Meus filhos.»

Nossa Senhora, 5 de Abril de 1986
«Minha filha, o Anticristo apoderar-se-á de Roma. Há muitos sequazes do Anticristo e ele quer sentar-se na Sede de Pedro. Pedi muito pelo Meu filho, o Vigário de Cristo, que sofre grandes perseguições, e o Anticristo está perto dele para o fazer sofrer. Uni-vos a ele em oração e oferecei as vossas orações. Os Nossos Corações amam-no muito.»

Nossa Senhora, 3 de Maio de 1986
«Permanecei unidos ao Papa, Meus filhos, unidos ao Vigário da Minha Igreja, ao representante de Cristo na terra. Ele sofre muito porque está rodeado de lobos vestidos com pele de cordeiro. Pedi muito por ele. O Meu Coração ama-o tanto!... Sede muito humildes.»

Nossa Senhora, 7 de Janeiro de 1989
«Minha filha, ai dos pastores a quem foi dado poder para governar a Igreja e alteram as leis nela instituídas por Cristo! Ai dos pastores que não obedecem ao Vigário de Cristo! Ai dos pastores que arrastaram e continuam a arrastar um grande número de almas para o abismo! Ai dos pecadores empedernidos que não querem nem deixam amar!»

Nossa Senhora, 1 de Abril de 1989
«Amai muito o Vigário de Cristo, que é muito perseguido. Ai dos que perseguem o Vigário e que retiram ou acrescentam ao Evangelho o que eles muito bem entendem, de acordo com os seus caprichos! Ai dos pastores desviados pela concupiscência da carne! Todos eles serão arrasados e aniquilados. Os exércitos dos Anjos da justiça estão preparados; basta apenas que Deus dê o sinal da Sua Justiça divina para que toquem parte da Terra com a ponta das suas espadas e esta seja reduzida a cinzas.»

Jesus, 6 de Outubro 1990
«Não vos ocupeis tanto de vós mesmos. Adorai e glorificai o vosso Deus. Muitos dos que vindes a este lugar ides atrás de falsos profetas na esperança que venham a ter altos cargos na Igreja. Que ignorantes! Como podeis vós pensar que um dirigente da Igreja possa ser eleito por homens? O Santo Padre é sempre dirigido pelo Espírito Santo. Quando na terra se elege um Papa, é o Espírito...
Pausa durante a qual Luz Amparo expressa alegria, enquanto vê raios de luz que descem do alto, iluminando os que elegem o Papa.
é o Espírito Divino que o escolhe, para que possa reger a Igreja, porque a Igreja é santa e, para a dirigir, é necessário nomear um varão santo. Embora sejam os leigos que levantem a Igreja, a Igreja será dirigida por um varão – o principal – consagrado a Deus. Tem de ser um homem eleito por Deus, cuja vida Lhe esteja consagrada.»

Nossa Senhora, 1 de Junho de 1991
«Vinde a este lugar, pois todo aquele que vier a este lugar receberá graças especiais para a sua salvação. Amai muito a Igreja, Meus filhos, amai o Vigário de Cristo. Pedi pelos guias do povo, para que sejam pastores de almas, pois muitos vivem da Igreja, mas não para a Igreja.»

Nossa Senhora, 3 de Outubro de 1992
«Pastores santos, reuni todo este rebanho, encaminhai-o e dirigi-o para a Igreja. Cristo não quer que desapareça a estrutura que deixou impressa na Sua Igreja; por isso, dentro da Igreja há um árbitro santo que a dirige com santidade e justiça: é o representante de Cristo, obedecei-lhe.»

Nossa Senhora, 4 de Junho de 1994
«Sede pacientes, Meus filhos, e humildes, e amai muito os Nossos Corações. Amai a Igreja com todo o vosso coração, amai o Vigário de Cristo, amai os sacerdotes, Meus filhos.»

Jesus, 6 de Janeiro de 1996
«E vós, Meus filhos, amai muito o Vigário de Cristo. Ele representa Cristo na Terra. Orai por ele, pois sofre muito e é muito desprezado por muitas almas que lhe estão próximas.»

Nossa Senhora, 4 de Outubro de 1997
«Amai a Igreja, Meus filhos, amai o Vigário de Cristo, mártir dela. O Vigário de Cristo é um mártir da Igreja. Não é preciso morrer para se saber que é um mártir. Obedecei-lhe, Meus filhos. Todos temos de obedecer.»





[1] Para uma informação mais detalhada da posição actual a Igreja respeito das Aparições de Jesus e Nossa Senhora em El Escorial, a Luz Amparo Cuevas, ver a seguinte publicação neste mesmo blog:



sábado, 13 de diciembre de 2014

Venerável Fulton J. Sheen - Igreja e anti-igreja

Venerável Fulton J. Sheen, Arcebispo
1895-1979

Decretado Venerável pelo Pp. Bento XVI a 28 de Junho de 2012





A Igreja e a contra-igreja

«Ele [Satanás] criará uma contra-igreja que será o macaco da Igreja, porque ele, o Diabo, é o macaco de Deus. Ela terá todas as notas e as características da Igreja, mas no sentido inverso e esvaziada do seu divino conteúdo. Será um corpo místico do anticristo que vai em todas as aparências assemelhando-se ao corpo místico de Cristo. Em seguida, será verificado um paradoxo: as muitas acusações com que os homens no século passado rejeitaram a Igreja, serão as razões pelas quais passarão a aceitar a contra-igreja.»[1]





[1] Arcebispo Fulton J. Sheen, Communism and the Conscience of the West, (Bobbs-Merrill, 1948), pp. 24-25.




domingo, 7 de diciembre de 2014

Nossa Senhora do Escorial, 08.Dez.1984 - Solenidade da Imaculada Conceição


Nossa Senhora de El Escorial
Espanha, 1981-2002


Aparições de Jesus Cristo e Nossa Senhora
actualmente em estudo a cargo do Arcebispo de Madrid, Carlos Osoro,
com o Culto Eucarístico autorizado no lugar das aparições[1]




Mensagem de Nossa Senhora
8 de Dezembro de 1984

Solenidade da Imaculada Conceição

«Minha filha, sou Maria Pura e Imaculada, Mãe de Deus e Mãe de todo o ser humano. Defendei a Minha pureza, Meus filhos. Quando o Mistério de Deus Pai Se encarnou no Meu seio, não havia mancha, estava mais limpo e mais branco que a açucena. Meus filhos, se Me amais, defendei-Me, defendei a Minha pureza; nunca esqueçais que a vossa Mãe foi pura antes e depois. O raio de Sol entrou no Meu seio, e ali Se formou o Meu Filho. Era o Mistério da Sua Divina Majestade. A Minha pureza é um dom especial que Deus Meu Criador Me outorgou. Quantos mistérios não vos foram ainda revelados, mas quando vos apresentardes diante do Pai, todos serão revelados! Tende paciência e sede humildes, Meus filhos, para poderdes alcançar o Céu e participardes em todos estes mistérios. Como já te disse, há muitos mistérios que a Mim Me foram revelados. Deus Pai revelou-Me muitos mistérios celestiais: o mistério da maternidade de Cristo e o mistério da Minha Imaculada Conceição.
Aqui vivi, Meus filhos, vivi na terra igual aos seres humanos, mas já te disse uma vez que em tudo Me parecia ao ser humano, menos no pecado; a Minha alma estava feita para louvar a Deus Meu Criador. Estabelecia ternos colóquios com Ele e o Meu peito sentia alegria. O Meu peito não se enche só de dor, mas também de alegria. O Meu Coração sentia às vezes uma grande alegria, quando os Anjos Me consolavam. Só os Anjos conhecem o mistério da Encarnação, da Minha pureza, da Minha humildade na terra e da Minha caridade para com o ser humano.
Satanás queria destruir-Me. E mais ainda quando fiquei só na terra, depois de faltar o Meu Filho. A partir daí, Satanás intensificou os seus ataques para Me destruir, mas nunca abandonei a oração, estava sempre em grandes colóquios com os Meus Anjos, não permitindo a Satanás que tivesse algum poder contra Mim. Por isso Satanás estava furioso e semeou na Humanidade o ódio, a inimizade, a inveja e toda a classe de pecados contra a mulher [Maria], porque sabia que todas as gerações Me louvariam. Meus filhos, Satanás é muito astuto, e se ele quis destruir-Me a Mim, que era a Mãe de Deus, como não irá querer ele desfrutar da vossa alma, Meus filhos? Quer apoderar-se de vós. E vós só conseguireis manter-vos fortes com a oração e o sacrifício.
A Minha vida foi um constante sofrimento, sofrimento porque o ser humano não queria dar graças a Deus por lhe ter concedido a vida, rebelava-se contra Ele. No entanto, e ao mesmo tempo, no Meu peito sentia uma grande alegria, quando o Meu Filho formou o Seu altar nele e aí Me deixou o Sacramento, Minha filha.

Nossa Senhora revelou a Luz Amparo que o seu Coração foi um sacrário vivo onde Jesus habitou. Na aparição de 15 de Agosto de 1986, quando foi revelada a Amparo uma parte da Assunção da Santíssima Virgem ao Céu, ela viu uma luz intensíssima que brotava do Coração de Nossa Senhora, sendo-lhe mostrado que era a presença Eucarística de Jesus, que nunca tinha deixado aquele Coração.

Eu guardava-O de noite e de dia. Nenhum ser humano sabia que o Meu peito era o Tabernáculo de Cristo; ninguém, Minha filha, porque Eu não quis que alguém divulgasse a Minha vida tão íntima. É por isso que na Bíblia se fala tão pouco de Mim, porque Eu não quis. O que Eu quis foi que o Meu Filho fosse o Rei do Universo e da terra; não quis que o Meu Filho estivesse em segundo lugar, porque foi o Primeiro, o Primeiro que Deus enviou para morrer na Cruz e salvar o género humano.
Minha filha, Deus também Me revelou o mistério da morte de Cristo, que vi durante toda a Minha vida. O Meu Coração sofria, com já te manifestei. No entanto, e ao mesmo tempo, o Meu Coração não queria ver o Meu Filho sofrer, e consolava-O como o Meu Rei e o Meu Amado que era, e Ele consolava-Me a Mim como Sua Amada que Eu era, Minha filha.
Revelei-te este mistério, porque é bom para o ser humano saber por que razão na Bíblia não se fala de Mim. A Minha humildade, Minha filha, a Minha humildade não quis ressaltar, para que o ser humano aprendesse a ser humilde; não quis que se escrevesse nada de Mim.
Revelar-te-ei muitos mistérios, Minha filha, muitos, do que foi toda a Minha vida. Eu seguia constantemente o Meu Filho para todo o lado que Ele ia levar o Evangelho e ficava extasiada a escutar as Suas palavras que penetravam tão profundamente no Meu Coração, ao ponto da Minha alma ficar repleta de alegria e transbordar de tal modo de júbilo que, em algumas ocasiões, não conseguia resistir a tão grande gozo e caía no chão. Caía ao chão de felicidade; mas não abandonei a Cristo em nenhum momento. Fui Sua conselheira em muitas ocasiões em que Ele Me pedia opinião e Eu dava-Lhe o Meu parecer; foi exemplo de filho, o Meu Filho Cristo Jesus.
Lede a Bíblia, Meus filhos, que é a Palavra de Deus, pois todo aquele que ler a Bíblia aprenderá a amar a Deus. Mas ai daqueles que acrescentam ou retiram algo ao que está escrito, porque não entrarão no Reino do Céu. Pobres almas de todas aqueles que estão a confundir a doutrina de Cristo. Orai por eles e sede Tabernáculos, Meus filhos, como o Meu...

Continua em idioma desconhecido.

É assim que quero que tu sejas, Minha filha, um altar. Que o teu peito forme um altar de Cristo…
Segue a Cristo até à morte, Minha filha, imita a tua Mãe. Irei revelando-te segredos e mistérios.
Tem cuidado, Minha filha, pois Lúcifer está alerta, e onde está Maria, aí ele quer destruir. Maria Rainha do Universo, Rainha do mundo e Mãe da Igreja, Minha filha, que mistério tão grande!
Que gozo se sente no coração quando o Meu Filho manda...

Luz Amparo diz algumas palavras no idioma desconhecido e experimenta uma intensa alegria.

Meus filhos, bem-aventurados os que se humilham porque serão exaltados! Eu fui humilhada, Minha filha, humilhada, mas a Minha humildade foi mais forte do que a humilhação. Vivi como qualquer ser humano, a Minha vida foi igual - mas a Divina Majestade não quis que Eu imitasse o  homem, porque o homem era cruel - imitei-o apenas no aspecto físico do corpo…, mas a Minha alma era pura, pura e imaculada porque ia ser a Mãe do Meu Rei, Meu Salvador, Deus Meu Criador, Salvador do género humano.
Beija o chão, Minha filha, pois hoje é um grande dia para expiar os pecados das almas. E é preciso expiar, porque há muitas almas que negam a Palavra de Deus, não acreditam na Sua existência…
Meus filhos, quero-vos pequenos, muito pequenos, para depois subirdes alto, muito alto.
Quando chegar esse momento vereis que grandeza, Meus filhos, que grandeza vos espera! Eu tive também o privilégio de estar três dias no Céu, com os Meus cinco sentidos como qualquer ser humano; e vi a grandeza que Deus Pai tinha preparada para esta pobre criatura. Não há grandeza que seja comparável a essa grandeza. Por isso, Meus filhos, com humildade, sacrifício e caridade conseguireis gozar esta vida, que é uma maravilha. Não quero que vos condeneis, mas que todos vos salveis. Com sacrifício, Meus filhos, oração e penitência, aproximar-vos-eis do sacramento da Confissão, para receberdes o sacramento da Eucaristia.
Sede fortes, Meus filhos, não vos deixeis enganar pelo Inimigo, pois o Inimigo pode meter-se em qualquer um de vós para destruir a obra do Meu Filho.
Volta a beijar o chão, Minha filha, em reparação pelas almas consagradas…
Meus filhos, ides hoje receber graças especiais para o dia das trevas, graças que Deus Pai manda por meio do Filho. E Eu tenho hoje o privilégio de vos conceder também essas graças. Todos os objectos que forem abençoados servirão para o dia das trevas. Todos brilharão nesse dia, estejam onde estiverem.
Levantai todos os objectos… Têm graças especiais, Meus filhos, por isso não vos desfaçais deles, pois têm muito valor.
Vou dar-vos agora uma bênção especial: proteger-vos-ei, Meus filhos, e assistir-vos-ei na hora da morte a todos os que receberdes esta bênção. Os Meus Anjos estarão presentes, todo o exército de Anjos que Me acompanhou durante toda a Minha vida.
Abençoo-vos, Meus filhos, como o Pai vos abençoa por meio do Filho e com o Espírito Santo. Adeus, Meus filhos, adeus.»





[1] Para uma informação mais detalhada da posição actual a Igreja respeito das Aparições de Jesus e Nossa Senhora em El Escorial, a Luz Amparo Cuevas, ver a seguinte publicação neste mesmo blog: